La Notícia

Luciano Huck é acusado de fazer campanha após falar de escravidão e ajudar menina

O apresentador da Globo Luciano Huck foi acusado por alguns internautas de estar fazendo campanha disfarçada.

É que nesta quarta-feira, 13, ele se envolveu em dois casos incomuns para ele.

Leia também: Após humilhar fã, salário de Luciano Huck na Globo cai na web e choca; veja aqui

Primeiro, falou sobre a Lei Áurea, que aboliu a escravidão no país. Para Luciano Huck, a abolição não foi de verdade:

“No dia 13 de maio de 1888, a princesa Isabel assinou a chamada Lei Áurea. Uma abolição apenas cartorial da escravidão. Pois não significou liberdade pra negras e negros, que permaneceram sem acesso à cidadania plena com o ato imperial”, disse.

Ele continuou: “A verdade é que o Estado brasileiro não tomou então medidas pra integração dos ex-escravos, expondo brasileiras e brasileiros à fome, miséria e exclusão social. Não é uma data, portanto, de celebração. É um dia de protesto por terem sido negras e negros largados à própria sorte depois de três séculos de escravidão. É também uma lembrança da nossa cruel herança escravocrata, que não pode jamais ser esquecida ou acobertada pelo mito da democracia racial”.

Leia também: Demitida da Globo, Bruna Marquezine revela transtorno, depressão e mais; veja aqui

Ajuda para menina que comoveu o país.

O apresentador também conseguiu encontrar uma menina cuja foto comoveu o país.

Em um semáforo carioca, ela estava com uma placa que dizia “troco uma máscara por um alimento”.

A menina de 9 anos se chama Ana Julia e vende balas com a família. “Fiquei imaginando meus filhos, que têm a mesma idade (de Ana Júlia), naquela situação. É como eu tenho dito com bastante frequência: a solidariedade tem que ser mais contagiosa que o vírus”, disse ele ao jornal Extra.

Leia também: Após demitir Maju e Fernanda Gentil, Globo fecha um de seus veículos em SP; veja os detalhes aqui

Ele prometeu ajudar a família desde que eles voltem pra casa:

“Júlia e sua família são a materialização das consequências dessa pandemia nas famílias (brasileiras). A mãe trabalhava vendendo picolés na praia. Hoje, não tem ninguém na praia. A mãe trabalhava como diarista, acabou o trabalho também.

Ela cuida dos filhos sozinha e pela primeira vez na vida abriu a geladeira e o armário e não tinha comida para as crianças nem para ela. E por isso foi para a rua tentar ajuda. Graças a Deus, hoje em dia, as pessoas estão olhando a sua volta e percebendo que estamos mais interconectados como nunca e que um problema na favela é o mesmo problema do asfalto.

Leia também: Atriz da Globo Débora Falabella detona Bolsonaro: louco, lunático; veja mais aqui

Eu fiquei muito tocado. Falei com a mãe (da Ana Júlia) e espero que eu tenha conseguido ajudar e fazer com que a família volte a ter um pouco de paz pelo menos por algum tempo”.

Para alguns internautas as posições mais ativistas de Huck são um tipo de campanha eleitoral já que o apresentador quer ser presidente do Brasil em 2022.

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários