La Notícia

Globo faz Tiago Leifert se ‘humilhar’, ele pede “respeitem meu emprego” e salário vaza

Um dos apresentadores de maior destaque dentro da Globo, Tiago Leifert começou no esporte, mas logo caminhou para o entretenimento por causa de sua desenvoltura.

Claro que como não é bobo, viu uma oportunidade de ganhar muito mais dinheiro já que na época jornalistas esportivos não podiam fazer publicidade.

Leia também: Luciano Huck é detonado por fazer propaganda em cima da crise e gera revolta; veja detalhes aqui

Leia também: Apresentadora da Globo despreza pequeno comerciante e causa revolta; veja tudo o que ela falou aqui

Hoje apresentando o The Voice e o Big Brother Brasil, Tiago tem liberdade para brincar enquanto está no ar, mas tudo tem limite.

Na noite deste sábado, 11, a direção da TV Globo obrigou o apresentador a passar vergonha ao vivo e em rede nacional.

Para muitos internautas, foi uma ‘humilhação’ desnecessária. Pelo ponto eletrônico, seus diretores mandaram que ele dançasse igual a participante Manu Gavassi.

Leia agora: Apresentador da Globo diz que foi estuprado na infância e ataca Bolsonaro em entrevista; veja os detalhes aqui

Visivelmente sem graça, ele disse que não queria. Diante da aparente insistência, porém, ele cedeu e fez uma dança pra lá de constrangedora.

Eu não vou dançar… “Eles querem que eu dance. Tá bom, eu vou dançar então”, disse.

Depois de alguns segundos, Tiago disse que “é só o máximo que eu sei, só isso que aprendi com a Manu.”.

Depois da dança, fez um apelo à web: “Não façam memes, não façam gifs. Por favor, respeitem a minha família, meu trabalho, meu emprego”.

Leia também: Chamada de “vagabunda” Marquezine anuncia processo e vai ganhar milhões em cima da Globo; veja aqui

Pelo menos ele é bem pago pra isso. Segundo o programa A Tarde é Sua, da Rede TV!, o apresentador ganha cerca de R$ 450 mil por mês.

Ainda sobre a o canal onde ele trabalha, veja os ‘Maconheiros da Globo’: lista de atores que fumam vaza e bomba na web; veja os nomes aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários