La Notícia

Bruno Gagliasso debocha de Bolsonaro e presidente pede desculpas por atitude

O ex-ator da Globo Bruno Gagliasso usou sua conta no Twitter para debochar de uma frase dita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Enquanto falava com jornalistas, o presidente disse que não precisava pedir informações à Polícia Federal e que bastava questionar a TV Globo, já que tudo era vazado para o canal.

Leia também: Bolsonaro para Regina Duarte: “pode arrumar suas coisas”; veja seu salário na Globo aqui

Leia também: Bruna Marquezine viraliza em conversa falando do “pintinho do Neymar”; veja print aqui

Em seguida, disse que indicaria o fundador da emissora, Roberto Marinho, para uma vaga no STF:

“Acho que a próxima vaga no Supremo vou dar pro Roberto Marinho. Convidar o Roberto Marinho para ser ministro do Supremo Tribunal Federal. Porque ele julga e condena em frações de segundo”.

Marinho morreu em 2003, o que gerou o deboche de Bruno:

Leia também: Globo chama Bolsonaro de mentiroso e Fátima Bernardes detona diretor; veja aqui

Bolsonaro se desculpa

O presidente Jair Bolsonaro decidiu se desculpar por mandar a imprensa calar a boca.

Ao ser questionado se pediu interferência na PF do Rio, ele disse:

Leia também: PM tira foto de ator da Globo Flávio Migliaccio enforcado e publica na web; veja os detalhes aqui

“Cala a boca, não perguntei nada. Cala a boca, cala a boca. Não tenho nada contra o superintendente do Rio e não interfiro na PF”.

Na tarde desta quarta, ele se arrependeu: “Desculpa aí se eu fui um pouco grosseiro de manhã com uma senhora e um senhor aqui“.

Entre em nosso grupo no Whatsapp e receba as notícias antes de todo mundo, clicando aqui.

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários