La Notícia

Podendo ser preso, ator da Globo Fábio Assunção receberá R$ 30 mil por causa de Dilma

O ator da Globo Fábio Assunção ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil contra o blogueiro de Veja Rodrigo Constantino.

Em 2016, após saber que o ator era contra o impeachment da então presidente Dilma Rousseff, Rodrigo critciou Assunção em seu blog pessoal.

URGENTE: Morre ator da Globo nesta sexta aos 46 anos e causa da morte causa surpresa; veja aqui

Leia também: Luan Santana confirmou que pegou Marquezine e Anitta e disse: usamos camisinha; veja aqui

Com o título “Assunção da idiotice política”, Constantino escreveu:

“Fábio Assunção, aquele que andou tendo problemas com drogas, parece ter tido uma baita recaída, e com drogas bem pesadas: o petismo!”.

A Justiça entendeu que o jornalista usou dos problemas pessoais com drogas de Fábio para criticá-lo.

Leia também: Grazi Massafera confirmou ‘macumba’ na Globo e revela: “fazia por dinheiro”; veja aqui

“Valeu-se de seu direito constitucional à livre manifestação do pensamento e, no exercício da atividade jornalística”, disse o juiz em sua decisão.

Rodrigo Constantino defendeu que sua intenção era apenas “provocar reflexão no leitor, dizendo que a notória dependência química do autor [Assunção] foi abordada apenas de modo periférico e sem intenção de ofender sua honra, mas sim de comparar o ‘petismo’ a uma ‘droga’.”

A condenação de R$ 30 mil ainda cabe recurso.

Leia também: Bruno Gagliasso fala de “surubão” com a esposa e Bruna Marquezine: surreal; veja aqui

Pode ser preso

O ator acaba de virar réu acusado de cometer quatro crimes em 2017: dano,resistência à prisão,desobediência e desacato.

Na ocasião Fábio Assunção teria bebido demais e se envolvido em uma confusão em Arco Verde, Pernambuco.

Durante uma briga ele teria agredido pessoas, desacatado policiais e quebrado o vidro de uma viatura da PM.

Leia também: Luan Santana diz que pegou Marquezine e Anitta e diz: usamos camisinha; veja aqui

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários