La Notícia

Ex do padrasto de Neymar denuncia agressão: ‘Fez um buraco na minha cabeça’; veja fotos

O novo padrasto de Neymar, Tiago Ramos, foi acusado de agredir uma ex-namorada, Rita Maria Cumplido, de 44 anos.

De acordo com ela, o rapaz, que sempre é descrito como dócil e gentil, fica extremamente agressivo quando bebe.

Leia também: Filho de William Bonner pede auxílio emergencial e jornalista revela que é fraude; veja os detalhes e a declaração de Bonner aqui

Leia também: Globo entra em crise, faz demissão em massa e fecha um de seus veículos; veja aqui

Em uma ocasião, eles brigaram tão feio que “ele fez um buraco enorme na minha cabeça, me jogou no chão e me deu um golpe na perna muito forte”, contou ela ao programa A Tarde é Sua.

Segundo ela, Tiago é ciumento “num ponto de doente mental. Ele imaginava coisas que as pessoas normais não imaginavam”.

Leia também: Globo revela se vai demitir filha de Regina Duarte; veja o salário dela aqui

Ela detalha o nível de ciúme do rapaz: “Ele bebia muito se alterava e ficava muito ciumento. Ele sempre pensava que eu estava com outros homens e estava enganando-o. Ele colocava câmeras para me vigiar e ficar sempre atento nas minhas ligações e conversas no celular”.

Em seguida ela contou como aconteceu a agressão: “Em uma dessas situações, ficou muito bravo e me deixou com o olho roxo. A minha filha sempre me alertou para que eu tomasse cuidado com esse cara, mas eu não dava importância. Mas nesse dia fui agredida mais violentamente e fui agredida mais violentamente e fui para a delegacia”.

Leia também: Faustão faz algo nunca visto com bailarina e salário de R$ 4 milhões na Globo surpreende; veja aqui

Segundo ela, a imprensa já sabia das acusações, mas a família de Tiago pedia para que ela não revelasse:

“A TV sempre me procurou, os jornais sempre me procuraram e eu sempre falava com a família dele. Eles me diziam: ‘Você vai acabar com a vida dele'”, disse.

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas