La Notícia

Alexandre Frota conta detalhes de filme com travesti e o que aconteceu

Reprodução - TV Cultura

O ator e ex-deputado federal Alexandre Frota deu entrevista para o podcast Não é Nada Pessoal e contou como foi fazer o filme adulto que se tornou um dos emblemas de sua carreira, o que foi feito com uma travesti.

Hoje com 59 anos, ele diz que na época o dono da produtora As Brasileirinhas lhe ofereceu um cachê altíssimo para o tempo, de R$ 200 mil, o que teria feito sua cabeça para aceitar a proposta.

Mesmo com o alto valor, ele impôs algumas condições para fechar o acordo: não faria oral em Bianca e nem aceitaria ser passivo com ela.

“Chegou pra mim e falou: ‘tenho um dinheiro pra você filmar com a Bianca, que é travesti’. Aí eu falei: ‘vou filmar’. Recebi R$ 200 mil. Conversei com ele e fui claro o seguinte: ‘você avisa a ela que vou filmar com ela, mas não vou chupar, não vou dar, não vou pegar no pau dela, vou tratar ela como uma mulher, mas vou sentar o cacete nela’. E aí o Luis falou ‘tá bom'”.

Com todos os termos acertados entre ele, o dono da produtora e Bianca, eles gravaram e o filme foi um dos maiores sucessos de público de todos os tempo:

“O filme explodiu. Todo mundo queria ver”, concluiu Frota.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Famosos
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments