La Notícia

Robinho revela perseguição da Globo igual Bolsonaro: “emissora do demônio”

Após áudios vazados de conversas com amigos, Robinho diz que está sendo perseguido pela Globo, assim como a emissora faz com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“O bem sempre vence e a verdade vai aparecer. Os caras aí são pessoas usadas pelo demônio, né? A gente sabe como a TV Globo é uma emissora do demônio. É só você ver as novelas, as programações.

Leia também: Maju Coutinho e Globo são processados em R$ 800 mil por “destruir vida”; veja aqui

Então estou em paz. Deus vai dar a vitória. Que cumpra o propósito de Deus na minha vida. Meter gol neles, ‘tamo junto’”, disse.

Em seguida, ele lembrou do presidente Jair Bolsonaro:

“Vou meter uma camisa quando fizer gol: ‘Globo lixo, Bolsonaro tem razão”, disse Robinho.

Após uma intensa pressão feita pelos patrocinadores do clube, o Santos decidiu, em acordo com o jogador, suspender o contrato de Robinho, na última sexta-feira (16).

Leia também: Fátima Bernardes esconde “dinheiro na bunda” e Globo toma atitude; veja aqui

Interceptações telefônicas

Uma detalhada reportagem divulgada pelo GE, revelou interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça italiana, usadas para a condenação do jogador em primeira instância, por violência sexual em grupo.

Em novembro de 2017, o tribunal de Milão considerou procedente as acusações do Ministério Público Italiano, de que Robinho teria participado, com mais cinco homens, de violência sexual coletiva contra uma albanesa de 23 anos, em uma boate em Milão. O episódio aconteceu em setembro de 2013, quando o jogador tinha 28 anos e jogava no Milan.

Leia também: Gusttavo Lima será processado pela mulher por causa de pensão e dinheiro; veja quanto aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários