La Notícia

Glória Maria diz que ouvia de presidente: “tira essa neguinha da Globo daqui”

Uma das repórteres mais experientes da TV Globo, Glória Maria já cobriu de tudo: celebridades, política, entretenimento etc.

Quando cobria as ações do governo, durante a Ditadura Militar, ela desagradou o presidente Figueiredo ao corrigir seu português:

Leia também: Globo revela se vai demitir filha de Regina Duarte; veja isso e o salário dela aqui

Leia também: Globo pode contratar Rodrigo Faro para demitir Luciano Huck por um motivo; veja os detalhes aqui

“Quando ele foi indicado, a gente foi fazer a famosa fala dele na Vila Militar, em que ele dizia ‘para defender a democracia, eu bato, prendo e arrebendo’. Eu sou boa em português, e ele citou uma coisa da gramática que não existia mais, e eu disse: ‘presidente, o senhor me desculpa, mas isso que o senhor citou não existe mais’.

Ele gritava: ‘tira essa mulher daqui, tira essa mulher daqui’. Eu saí escorraçada e passei todo o governo Figueiredo ouvindo ‘tira essa neguinha da Globo daqui'”, contou em entrevista à Pedro Bial.

Leia também: Faustão faz algo nunca visto com bailarina e salário de R$ 4 milhões na Globo surpreende; veja os detalhes aqui

Ela também contou sobre quando fumou maconha em uma viagem para a Jamaica:

“Negociamos três meses pra entrar naquela comunidade, assinamos um papel dizendo que a gente respeitaria todos os regulamentos, inclusive rezar na entrada e fumar na saída. Depois que saímos de lá, ficamos na recepção do hotel por umas cinco, seis horas, sem conseguir voltar para o quarto. Ninguém sabia onde estava. Eu literalmente fui a Marte, e até hoje, depois daquele negócio, não sei se voltei”

Leia também: Globo entra em crise, faz demissão em massa e fecha um de seus veículos; veja aqui

Veja o que ela contou:

Ela também criticou o presidente Jair Bolsonaro, que mandou repórteres “calarem a boca” há alguns dias:

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários