La Notícia

Embaixador da China detona Eduardo Bolsonaro: contraiu vírus mental

O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), colocou a diplomacia brasileira em uma saia-justa por causa de um tuíte que fez.

Em sua conta no Twitter, o deputado federal do PSL responsabilizou a China pela pandemia do novo coronavírus:

Leia também: Fátima Bernardes é fotografada em momento íntimo nunca visto antes e surpreende; veja aqui

“Quem assistiu Chernobyl vai entender o que ocorreu. Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pela chinesa. Mais uma vez uma ditadura preferiu esconder algo grave a expor tendo desgaste, mas que salvaria inúmeras vidas”, disse.

Em resposta, a embaixada da China no Brasil rebateu o discurso de Eduardo e disse que ele tinha contraído um “vírus mental”:

“As suas palavras são extremamente irresponsáveis e nos soam familiares. Não deixam de ser uma imitação dos seus queridos amigos. Ao voltar de Miami, contraiu, infelizmente, vírus mental, que está infectando a amizades entre os nossos povos”.

Leia também: Bolsonaro vaza salário de Bonner na Globo e faz grave acusação; leia aqui

O embaixador da China, Yang Wanming, pediu explicações ao Ministério das Relações Exteriores e ao presidente da Câmara dos Deputados.

Rodrigo Maia se desculpou em nome da câmara:

“A atitude não condiz com a importância da parceria estratégica Brasil-China e com os ritos da diplomacia. Em nome de meus colegas, reitero os laços de fraternidade entre nossos dois países. Torço para que, em breve, possamos sair da atual crise ainda mais fortes”.

Há alguns meses Eduardo tentou ser promovido a embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Leia também: Globo demite Stênio Garcia e ele posta vídeo implorando pra ficar: preciso pra viver; veja aqui

https://twitter.com/BolsonaroSP/status/1240286560953815040

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários