La Notícia

Descoberto salário de Bolsonaro, Lula e Dilma; veja valor aqui

Você já parou pra pensar em quanto ganha um presidente da república? Nesta segunda-feira, 19, um questionamento nas redes sociais especulava sobre o salário de Bolsonaro como presidente. Bom, vamos lá:

Veja também: Bolsonaro vaza salário de Bonner na Globo e faz grave acusação; veja aqui

Em 2019 Jair Bolsonaro recebe de salário como presidente da república o valor de R$ 30.934,70 por mês.

A maior parte de seus gastos, porém, é computada como gastos da presidência, o que o deixa livre para fazer uma poupança de R$ 371.216,40 por ano ou R$ 1.484.865,60 por mandado.

Além disso, o capitão reformado mantém sua ‘aposentadoria’ de deputado federal.

Veja também: Em crise, Globo Minas enfrenta sua pior fase de todos os tempos; detalhes aqui

Isso lhe dá mensalmente R$ 33.700,00, o equivale a R$ 404.400,00 por ano.

Ex-presidentes são assalariados

Assim que deixar o cargo, Bolsonaro passará a receber os mesmos privilégios que os atuais 5 ex-presidentes vivos do Brasil.

José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma têm direito a alguns benefícios.

Pra começar, todos recebem uma pensão vitalícia de R$ 12.000,00 por mês, o que dá R$ 144.000,00 ao ano.

Também têm direito de contratar oito funcionários, sendo assessores, seguranças e dois motoristas, já que eles tem direito a dois carros oficiais.

Veja também: Descubra salário dos 5 jogadores mais bem pagos do Cruzeiro em 2019; veja aqui

Entra na conta, também, cartão corporativo, auxílio combustível, diárias em hotéis e passagens aéreas para os ex-presidentes e seus assessores.

Nos EUA é assim?

Assim como no Brasil, ex-presidentes americanos também têm benefícios.

Além de seguranças, pessoal de escritório, imunidade diplomática e outros benefícios, eles têm salário mensal assim como Lula, Dilma, Collor, FHC e Sarney.

A diferença maior, talvez, seja que por lá até as esposas dos ex-presidentes também recebem salário. Atualmente o valor é de US$ 20 mil ao mês (cerca de R$ 84.000,00).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bruno

Gostei da reportagem que foi imparcial e fez várias comparações. Infelizmente esse é o mundo não estamos no paraíso. O tempo para usufruir dos benefícios do dinheiro é limitado pela morte.

Fircavazza Coelho

Não é justo ! Não está certo ! São pagos com o dinheiro do povo . São muitos privilégios que por si só , já corrompem ! Deveriam ganhar um salário justo enquanto prestam o serviço , dentro de um teto que fosse respeitado e balizado ao salário mínimo . Apenas isso! Um grande absurdo que , com certeza não foi aprovado pelo povo e bem seria . DEMOCRACIA NÃO É GOVERNO DO POVO ,PELO POVO E PARA O POVO?!

Rômulo Pires

Realmente são valores bem longe da realidade do povo brasileiro. Nós vivemos em uma democracia que podemos apenas escolher quem irá nos representar na política, mas tirando isso, eles votam as leis por conta própria, inclusive o próprio aumento de salário. Se eles não tivessem tanto benefício, o Brasil não estaria desse jeito.

Daniel Oliveira

infelizmente tu não escolhe nada, a gente escolhe 2 ou 3 que eles mesmos nos indicam. Eu não escolhi nenhum da ultima eleição, mas estão aí. Essa ‘eleição direta’ é uma ilusão. Quem escolhe são eles, a gente opta por um do que eles escolheram.

Ricardo Valle

Não tem como comparar com a responsabilidade e as informações que um ex-presidente dos EUA possui, lá tem que ser vigiado 24 horas por dia, aqui não temos ex-presidentes, mas um bando de ladrões.

Edson Neto

pq colocaram a cara do Ladrão em destaque, secou a fonte ai tbm?

joseamaral

Privilégios injustificáveis. Bastaria o salário da aposentadoria (30.400,00) e teriam uma aposentadoria tranquila. Além da bela poupança que podem formar, pois tem todas despesas bancadas pelo Estado. Ainda mais, que se quiserem, podem continuar na política e com isto duplicar os vencimentos.

Sônia Regina Machado

Depois colocam nas costas dos aposentados (maioria com salário mínimo) a culpa pelo rombo financeiro do país. Como diria Boris Casoy, isso é uma vergonha!

Roberto Figueiredo Lima

12 MIL E´LIXO PARA QUEM RECEBE MAIS QUE ISTO DESDE OS 31 ANOS

Antonio Castello Branco

Postagem mentirosa! Ex-Presidente não recebe salário. Isso já foi extinto na época do Sarney.

Rose Dambros Fávero

Palhaçada isso. Quanta gente morrendo de fome e nós temos que pagar pra ex presidente da República tudo isso!!! É por isso e por outras que o país fica em crise. Se trabalhasse ainda, mas saíram do cargo e agora continuam recebendo, inclusive quem mais roubou o país aquele Lula ladrão!!!

Humberto Leite

Deveria ser reduzido o número de assessores e com o valor economizado usar pra pagar uma pensão aos ex Presidentes. Aí não haveria desculpa para desvios. Não seria benefício algum mas compensação pelo desgaste físico e emocional por ter exercido a função. A inexistência de renda pra o ex Presidentes não contribuiria para que eles se corrompessem num faz de conta que está tudo bem. Pagar um salário ao Presidente menor do que ministro do STF é outro absurdo. No mínimo teria que ser igual e com direito a pensionamento pós mandato. Seria muita imaturidade pensar que alguém se candidataria pelo benefício. Os benefícios precisam ser apenas ajustados. Creio que com 5 assessores já estaria de bom tamanho e os valores economizados se prestariam para pagar a pensão ao ex Presidente como ocorre na maioria dos países democráticos. Alemanha. França. EUA etc.

Paulo Veiga

Certo era não poder acumular aposentadorias na carreira política.