La Notícia

Descoberto salário de Bolsonaro, Lula e Dilma; veja valor aqui

Você já parou pra pensar em quanto ganha um presidente da república? Nesta segunda-feira, 19, um questionamento nas redes sociais especulava sobre o salário de Bolsonaro como presidente. Bom, vamos lá:

Veja também: Bolsonaro vaza salário de Bonner na Globo e faz grave acusação; veja aqui

Em 2019 Jair Bolsonaro recebe de salário como presidente da república o valor de R$ 30.934,70 por mês.

A maior parte de seus gastos, porém, é computada como gastos da presidência, o que o deixa livre para fazer uma poupança de R$ 371.216,40 por ano ou R$ 1.484.865,60 por mandado.

Além disso, o capitão reformado mantém sua ‘aposentadoria’ de deputado federal.

Veja também: Em crise, Globo Minas enfrenta sua pior fase de todos os tempos; detalhes aqui

Isso lhe dá mensalmente R$ 33.700,00, o equivale a R$ 404.400,00 por ano.

Ex-presidentes são assalariados

Assim que deixar o cargo, Bolsonaro passará a receber os mesmos privilégios que os atuais 5 ex-presidentes vivos do Brasil.

José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma têm direito a alguns benefícios.

Pra começar, todos recebem uma pensão vitalícia de R$ 12.000,00 por mês, o que dá R$ 144.000,00 ao ano.

Também têm direito de contratar oito funcionários, sendo assessores, seguranças e dois motoristas, já que eles tem direito a dois carros oficiais.

Veja também: Descubra salário dos 5 jogadores mais bem pagos do Cruzeiro em 2019; veja aqui

Entra na conta, também, cartão corporativo, auxílio combustível, diárias em hotéis e passagens aéreas para os ex-presidentes e seus assessores.

Nos EUA é assim?

Assim como no Brasil, ex-presidentes americanos também têm benefícios.

Além de seguranças, pessoal de escritório, imunidade diplomática e outros benefícios, eles têm salário mensal assim como Lula, Dilma, Collor, FHC e Sarney.

A diferença maior, talvez, seja que por lá até as esposas dos ex-presidentes também recebem salário. Atualmente o valor é de US$ 20 mil ao mês (cerca de R$ 84.000,00).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários