La Notícia

Após ser demitida de veículo da Globo, Fernanda Gentil comenta sobre programa

A apresentadora Fernanda Gentil, da Globo, foi pega de surpresa quando o ator Paulo Vieira confirmou o fim do programa Se Joga.

Em entrevista ele disse que já haviam lhe avisado do fim e lhe deram “tchau”.

Leia também: Globo entra em crise, faz demissão em massa e fecha um de seus veículos; veja aqui

O tema logo virou um dos mais comentados da internet e especulou-se que a apresentadora Fernanda Gentil poderia ser dispensada da atração.

Ela, assim como alguns políticos passaram a agir, culpou a imprensa pela notícia. Ignorou que seu colega confirmou o fim da atração:

“Quando a gente vai acumulando alguns anos dessa vida ‘pública’, acaba criando uma casca que nos permite ler as inúmeras manchetes mentirosas e caça-cliques, acredite, sem que elas toquem nem em meio fio de cabelo nosso”

Leia também: Globo revela se vai demitir filha de Regina Duarte; veja o salário dela aqui

O Se Joga vai acabar?

Todo mundo acha que sim. O programa não consegue vencer a Record no Ibope.

Se por um lado a audiência é ruim, a crítica é pior ainda. O programa não agrada ninguém.

O canal, porém, jura que mantém o programa: “O programa, assim como o Mais Você, não tem previsão de retorno à grade, diante do atual cenário de saúde pública“. Não diz até quando.

Leia também: Faustão faz algo nunca visto com bailarina e salário de R$ 4 milhões na Globo surpreende; veja aqui

Fernanda Gentil será demitida da Globo?

Esse seria a segunda demissão de Fernanda de um veículo do grupo. No ano passado ela foi demitida da Rádio Globo de São Paulo. A emissora de rádio fecha as portas no fim de maio.

Se o Se Joga cair, é improvável que a apresentadora continue no canal por muito tempo. Pra começar seus diretores sabiam desde antes da estreia que ela tinha alta rejeição com o público mais velho. Também pesa que não haveria outro projeto em vista.

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas