La Notícia

Polícia intima William Bonner na Globo e ele pode ser preso

Os apresentadores do Jornal Nacional, William Bonner e Renata Vasconcellos foram intimados pela polícia para prestar esclarecimentos em uma investigação que apura uma suposta desobediência à decisão judicial por parte da Globo e dos jornalistas.

A pedido dos advogados do senador Flávio Bolsonaro, os telejornais da emissora estão proibidos pela Justiça de mostrarem documentos ou exibirem peças relacionadas às investigações sobre o suposto esquema de “rachadinhas”.

A Globo respondeu em nota que não se manifestará “sobre procedimentos legais em curso”.

Os âncoras deverão comparecer à sede da DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) na próxima quarta-feira (09). Além de apresentadores, Bonner e Renata desempenham a função de editores do Jornal Nacional – ele como chefe e ela como executiva.

Caso eles não compareçam no local, na data e horário estipulados, sem justificativa, cometerão “crime de desobediência, previsto no artigo 330 do Código Penal” e podem até ser presos.

O processo contra os apresentadores do Jornal Nacional foi aberto pela defesa de Flávio Bolsonaro em novembro. Os advogados alegam que o noticioso veiculou, mesmo impedido pela Justiça, informações sobre a investigação do esquema de “rachadinhas”.

Desde o fim da ditadura esta é a ocasião mais grave na história do país, onde um jornalista poderia até ser preso por falar sobre uma investigação de corrupção contra um político. Ainda por cima quando o veículo já estava sobre censura prévia, o que é proibido pela constituição.

Leia também: Ana Maria Braga diz coisas para Fátima Bernardes e todo mundo chora; veja aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários