La Notícia

Ludmilla humilha funcionária de boate e detalhes caem na web; veja

Uma das cantoras de funk de maior sucesso no país, Ludmilla não para de se envolver em confusão.

Nesta quinta-feira,14, por exemplo, o agora colunista do Uol, Léo Dias, revelou que a cantora decidiu humilhar uma funcionária de boate.

Confusão na balada

Segundo Dias, Ludmilla chegou a uma boate carioca na última terça-feira com um grupo de amigos por volta das 1h.

Com sua chegada, rolou um pequeno alvoroço na fila. Neste momento, uma moça teria perguntado “quem é essa famosa?”.

Uma outra mulher da fila teria respondido: “É a nojenta da Ludmilla”.

Ainda segundo Léo Dias, uma das amigas da funkeira olhou pra trás e pensou que quem deu a resposta foi a funcionária da boate.

Mesmo assim elas seguiram comendo e bebendo de graça no local durante três horas.

Ao saírem, porém, Ludmilla resolveu constranger e humilhar a funcionária da boate, que nem teria culpa.

O jornalista conta que ela procurou na internet o significado da palavra “nojenta” e teria ‘esfregado’ na cara da moça, que começou a chorar com tamanho constrangimento em público.

Enquanto a balada disse acreditar na idoneidade de sua funcionária, a assessoria de imprensa da funkeira disse que ela não ‘esfregou’ o significado na cara da mulher e nem se confundiu e que apenas mostrou o significado, educadamente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
kamal abdul zaydan

Sei, que nojo dessas , sub celebridades. O povo tambem e’ culpado. Da’ muita trelha para essa gente e seu LIXO de musica ne’ Rio de Janeiro………..

ivan junior

Chamá-la de subcelebridade é até elogio. Esta mídia barata e rasteira que proliferou no Brasil acha que qualquer coisa que uma ninguém qualquer que se acha famosa faz é de interesse público. Não demora muito e esta “famosa quem?” desaparecerá como tantos outros.

Antonio Afonso Parreira Afonso

Como dizia meu pai: Sentar cachorro em banco, pode esperar que a merda sai.