La Notícia

Luciano Huck fala sobre pegar o lugar de Bolsonaro e Globo corta salário

O apresentador da TV Globo Luciano Huck está informalmente construindo seu caminho para concorrer contra Jair Bolsonaro (sem partido) na eleição de 2022.

O problema é que por enquanto ele não confirma nada, mas não para de dar declarações sobre política e palpites para o futuro do país.

Leia também: Demitido da Globo, humorista revela segredo de Fátima Bernardes e expõe crítica; veja aqui

Apesar de ter uma boa popularidade, vive se envolvendo em polêmicas fora do ar.

Pesa contra ele, por exemplo, um relato de um ex-funcionário que afirmou que era humilhado pelo apresentador por um motivo muito fraco; veja aqui.

Em outro episódio Huck foi acusado de ser machista por sugerir que uma mulher estava o criticando por falta de homem (confira aqui).

Leia também: Ator da Globo fala em matar Bolsonaro e detalhe assusta; veja o post aqui

Enquanto segue não confirmando sua intenção, ele deu entrevista para a rádio Jovem Pan sobre a intenção de assumir o lugar de Bolsonaro:

“Nem eu sei a resposta [sobre a candidatura]. Eu me propus, nos últimos anos, a ser um cidadão cada vez mais ativo. Não vou ficar protegido nos muros de casa ou nos muros do meu trabalho. Pretendo contribuir como posso para fazer um país mais legal, mais justo”.

Globo em crise

E o canal onde Luciano trabalha está em crise. As editoras do grupo, que editam jornais como O Globo, Valor Econômico, Extra e diversas revistas anunciaram redução de 25% dos salários de todos os funcionários.

Leia também: Ator da Globo revela “teste do sofá” e outras “podridões” dentro do canal; veja aqui

A crise do coronavírus fez o grupo perder mais de 50% do faturamento com publicidade.

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários