La Notícia

Justiça condena a Globo por algo que Faustão fez ao vivo com uma mulher

A TV Globo foi condenada a pagar uma indenização no valor de R$ 65,6 mil à primeira ganhadora do quadro “Caminhão do Faustão”, que estreou em 1989. A informação foi divulgada pelo Uol nesta terça-feira, 24.

O processo foi aberto porque a emissora, em 2015, em seu aniversário de 50 anos, resolveu homenagear o primeiro vencedor do quadro, mas acabou premiando outra pessoa.

Leia também: Valor do salário de Maju Coutinho na Globo é revelado; veja quanto aqui

Isabel Guedes Secco conseguiu provar à Justiça ter sido a “legítima merecedora dos prêmios” entregues ao mecânico de barcos Fernando Jacometti, que acabou sendo homenageado no quadro “Invasão de Privacidade”.

Ele recebeu um carro e equipamentos para o seu trabalho, trazidos, novamente, por um caminhão do programa.

Leia também: Datena suspende repórter ao vivo na Band nesta segunda e choca telespectadores; veja o que ele disse aqui

A Globo, no entanto, alegou à Justiça que a intenção não era homenagear o primeiro ganhador, e sim um dos primeiros.

Fernando teria sido escolhido por conta da sua “emocionante trajetória pessoal e de interesse coletivo”.

A Justiça levou em consideração na decisão o fato de que Fausto Silva, durante a homenagem exibida em abril de 2015 no “Domingão”, referiu-se cinco vezes à Jacometti como “o primeiro ganhador do Caminhão do Faustão”.

O site da emissora trouxe uma postagem na qual os mesmos termos foram utilizados.

Nesta terça: Morre apresentador da Globo que comandou o Jornal Nacional e Fantástico; veja quem aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas