La Notícia

Guattavo Lima anuncia o fim após processo e doação para lugar que não existe

Um dos maiores nomes da música nacional, Gusttavo Lima fez lives gigantescas em seu canal no YouTube para arrecadar alimentos para os menos favorecidos neste período de crise.

O problema é que as transmissões eram patrocinadas pela Ambev e isso lhe impõe regras.

Leia também: Vaza nude de ator da Globo parceiro de Deborah Secco e ele confirma: ‘Zezinho virou Zezão’; veja aqui

O Conar, que regulamenta a publicidade no Brasil, proíbe que anúncios de bebidas sejam feitos a menores de 18 anos.

Na publicidade, também não é permitido aparecer bebendo álcool e muito menos estar embriagado. Basicamente Gusttavo Lima quebrou todas as regras.

Pra completar, anunciou que faria uma doação para um lixão que, segundo o prefeito da cidade Aparecida de Goiânia, não existe.

Leia também: Grazi Massafera confirmou ‘macumba’ na Globo e revela: “fazia por dinheiro”; veja aqui

A polêmica tomou a internet e agora o prefeito briga dizendo que o lugar não existe enquanto o cantor e seus fãs afirmam que existe, sim.

Em meio às polêmicas, Gusttavo anunciou que não fará mais transmissões:

“Acho que o grande segredo da live é tirar o lençol do fantasma. Acho que uma live engessada e politicamente correta não tem graça. o bom são as brincadeiras, a vontade, levar alegria alto astral para as pessoas que estão agoniadas nesse momento. Não farei live pra ser censurado”, disse.

Leia também: Luan Santana diz que pegou Marquezine e Anitta e diz: usamos camisinha; veja aqui

Globo vai lucrar com Gusttavo Lima

Apesar disso, ele terá uma live exibida pela Globo. A emissora, depois de banir o sertanejo de sua programação, foi obrigada por anunciantes a levá-lo para a TV. Veja os detalhes aqui.

Leia também: Fotógrafo vaza na web foto de atriz da Globo sem roupa após 20 anos; veja aqui

Me siga no Instagram para saber tudo que acontece antes de todo mundo. Veja aqui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários