La Notícia

Filho de Bolsonaro denuncia Bonner e Renata por crime na Globo e Justiça decide

A juíza Cristina Serra Feijó, da 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, decidiu na última sexta-feira (06), não aplicar a multa diária de R$ 500 mil à Globo, como solicitado pela defesa do filho do presidente Bolsonaro, de Flávio (Republicanos).

Ela entendeu que a emissora não violou a ordem judicial ao exibir reportagens sobre o suposto esquema de “rachadinhas”.

Leia também: Após vídeo íntimo vazar e demissão, Globo define substituto de Rodrigo Bocardi; veja tudo aqui

Leia também: Dilma faz o mesmo que Bolsonaro e detona atitude da Globo pelo que ela fez; veja o que aconteceu

O filho de Bolsonaro chegou, por meio de advogados, a ir a uma delegacia prestar queixa-crime contra William Bonner e Renata Vasconcelos.

Os advogados Rodrigo Rocha, Luciana Pires e Juliana Bierrenbach alegaram no pedido que o canal violou a decisão da juíza, que havia proibido, no início de setembro, a exibição de informações ou peças das investigações sobre o esquema.

Na decisão em que nega a multa, a magistrada afirma que as reportagens exibidas apenas remetem ao processo de investigação como uma lembrança e que não houve a divulgação de nenhum documento, trecho de depoimentos ou indicações de andamentos.

Leia também: Globo reduziu salário de Bonner após polêmica com Bolsonaro; veja quanto ele ganhava e quanto ganha agora

Na época da decisão que proibiu a divulgação de informações sobre as investigações do esquema de “rachadinhas”, a Globo afirmou, em nota, que considerava a medida “um cerceamento à liberdade de informar, uma vez que a investigação é de interesse de toda a sociedade”.

Não significa, necessariamente, que William Bonner e Renata Vasconcelos não terão de responder à Justiça a tentativa de censura.

Leia também: Atriz da Globo diz que Faustão queria ficar com ela e revela o que ele fez; veja os detalhes do que aconteceu

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários