La Notícia

Fátima Bernardes é curta e grossa com PM ao vivo na Globo e choca com declaração; veja o que ela disse

A apresentadora da Globo Fátima Bernardes, conversou na manhã desta quarta-feira, 4, com uma porta-voz da PM de São Paulo.

Leia também: Jornalista famosos da Globo está devendo fortuna quase impagável ao banco Itaú; veja valor aqui

Conversando sobre a tragédia de Paraisópolis, que matou 9 jovens durante uma ação policial no Rio de Janeiro, ela enfrentou um momento tenso.

Cibele Marsolla defendia que a PM não fez nada fora do normal:

“O policiamento no entorno (do baile funk) é feito para inibir os crimes. Às cinco da manhã, uma moto apareceu atirando nos policiais. Os policiais que sofreram a agressão foram atrás, num pequeno espaço. Mas essa moto adentrou o baile funk, atirando. Nesse momento, acreditamos que isso tenha provocado o tumulto e a correria”

Leia também: Convidados sentiram cheiro insuportável de maconha em casamento de Ísis Valverde; veja detalhes

Fátima Bernardes começou a retrucar a fala e se opôs a narrativa:

 “Me desculpe interrompê-la, major, mas não seria o caso de avaliar se seria mais interessante correr atrás de duas pessoas ou enfrentar a multidão? Recuar não teria sido mais razoável naquele momento?”

Disse a porta-voz:

“Foi exatamente isso que você falou que aconteceu. Os policiais chegaram até certo ponto”

Leia também: Thiago Neves disse que queria jogar é no Atlético MG, veja aqui

A ex-mulher de Willian Bonner voltou a questionar a porta-voz:

“Mas temos imagens de policiais batendo em pessoas num beco. Num beco, elas estavam encurraladas. Isso não é um trabalho de prevenção”

Foi então que Cibele decidiu questionar as imagens ao vivo, na Globo:

“Todas as imagens serão apuradas. Não sabemos dizer o que seria real. Tem pessoas dizendo que as imagens não são daquele dia”

A declaração seguinte de Fátima Bernardes viralizou na internet:

“O que é real é que tem mãe que identificou filho caído naquelas imagens. E ele está enterrado hoje.”

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários