La Notícia

Detonada por Bolsonaro, Maju Coutinho fala de ataques na Globo

Maju Coutinho é frequentemente atacada por apoiadores do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e recentemente foi acusada pelo próprio presidente de espalhar fake news na Globo (veja aqui).

Em uma entrevista para a revista Raça Brasil, nesta quinta-feira, 3, a jornalista falou sobre os ataques que recebe e também sobre representatividade.

Leia também: Filho de Bolsonaro expõe Luciano Huck e detona o que ele fez fora da Globo; veja o que ele fez aqui

Leia também: Governo Bolsonaro vai atrás de atores da Globo e pode tirar milhões deles; veja aqui

No comando do Jornal Hoje desde o ano passado, ela revelou que sempre recebe mensagens revelando que ela virou referência para as meninas negras de todo o Brasil. “Sou marcada com frequência em postagens de fotos e vídeos de crianças negras na frente da tela da TV com minha imagem ao fundo, apresentando o JH”, declarou.

“Geralmente, a legenda das publicações menciona a importância da representatividade. Essas postagens são como presentes nestes tempos tensos que estamos vivendo”, afirmou Maju.

Sobre o atual momento do mundo e a ascensão dos discursos de ódio, Maju declarou: “É um momento de tamanha intolerância, que aqueles que se sentem incomodados com fatos contrários a sua posição ideológica extravasam ódio e reagem de modo, geralmente, muito mal-educado”.

Leia também: Bonner e Fátima Bernardes tiram o filho do país e contam o motivo; veja o que aconteceu aqui

Sem citar qualquer tipo de ataque que vem sofrendo nos últimos dias, a jornalista afirmou que para se defender, procura “ignorá-los ou agir judicialmente em casos mais graves”.

“Ser uma referência neste movimento (de afirmação racial) é uma responsabilidade. E isso implica em contribuir para que o debate e as ações de inclusão de nós negros na sociedade avancem. O avanço se dará quando a presença negra em diversos setores for naturalizada”, afirmou.

Leia também: Bolsonaro pede direito de resposta após ser detonado por Bonner na Globo; veja aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas

Comentários