La Notícia

Atriz da Globo pensa em se matar por vídeo cair em site adulto

A atriz de Malhação, Pillar Costa, teve um vídeo seu exposto em um site adulto. A exposição causou tumulto em sua família e fez com que ela entrasse em depressão.

Tudo começou quando a atriz recebeu um telefonema de Ubá, em Minas Gerais, lugar onde nasceu e que mora a sua família. “Era meu pai, de 71 anos, muito nervoso, me perguntando se eu tinha vindo para o Rio de Janeiro para virar prostituta”, conta ela. Pillar não entendeu nada, até descobrir que havia um vídeo seu na plataforma de conteúdos adultos, XVídeos.

“Foi um choque até processar tudo isso. Quando entrei no site e digitei meu nome, achei um vídeo meu dançando funk, de roupa, que tinha gravado para um canal de humor. O título era: a dançarina mais gostosa Pillar”, descreveu.

Ela conseguiu tirar o vídeo do site em menos de 24 horas, porém, as consequências da exposição demoraram muito mais para passar. “Meu pai ficou dois meses sem falar comigo. Muita gente me apontava, me questionava. Descobri que já sabiam antes mesmo de me avisarem e aquilo me consumiu. Não porque me confundiram com garota de programa. Até porque, se eu fosse, ninguém teria nada com isso e não vejo como problema. A questão é ser exposta sem qualquer defesa ou conhecimento”, disse.

Ao voltar para o Rio, após o episódio, Pillar caiu na depressão. Se trancou dentro de casa e não queria ver ninguém. “Pensei em me matar de verdade. Escrevi uma carta e guardei. Mina irmã Anna Victória é que percebeu minhas atitudes estranhas e pediu ajuda”, revela a atriz.

Pillar então fez terapia e teve o acolhimento das amigas, tudo parecia ter voltado ao normal até um mês atrás. “Acho que as pessoas ficaram sem nada para fazer e ressuscitaram a história, me fazendo questionamentos. Muitos foram os perfis fake na internet. Então, decidi contar tudo”.

“Aprendi a editar e mesclei dois vídeos. Um no qual contava, sofrendo, e outro para dizer o quanto era importante falar sobre o assunto. Daí nasceu o projeto Por um fio, que digo que foi algo divino”, explicou.

Por meio do “Por um fio”, Pillar está ajudando outras mulheres a denunciarem abusos, bullying, assédio e violência contra elas. Em pouco menos de um mês, a atriz já recebeu mais de 200 relatos. “O que eu posso ajudar é com o apoio para que elas mostrem a cara e denunciem o que passam. Digo que não sou psicóloga, mas encaminho para parceiras que dão orientação terapêutica e jurídica”, revelou Pillar, que está fazendo documentários previamente autorizados sobre as histórias que vem recebendo.

“De um episódio doloroso nasceu um projeto que acolhe e abraça. Não tenho um tostão para colocar nisso, nem tirar. O objetivo é unir mulheres que passam pelo mesmo para que elas não sejam vítimas para sempre. É preciso transformar o negativo em positivo”, disse Pillar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas