La Notícia

Atriz da Globo diz que Juliana Paes está tentando puxar seu tapete

Em uma entrevista para a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, Samantha Schmütz fez um desabafo sobre o seu desentendimento com Juliana Paes, que acabou sendo exposto ao público.

De acordo com a humorista, o atrito teve início após ela ter enviado uma mensagem privada à Juliana tentando conscientizá-la sobre o fato de a atriz estar se isentando de pautas importantes.

“Queria alertá-la, por ter respeito e carinho por ela. Eu falei: ‘Talvez, se você tivesse perdido alguém por Covid, como eu perdi o Paulo, você pudesse estar revoltada’. No fim, ela me expôs. Não queria ter uma conversa particular exposta”, afirmou Samantha.

“Ela acabou se expondo mais do que eu, porque falou besteira, delirou. Aquele texto que ela gravou foi a resposta que me deu no WhatsApp. Pegou, copiou, botou no teleprompter e leu para as pessoas. Não entendi nada”, continuou a atriz.

“Ela fala em polarização, mas tentou polarizar as pessoas contra mim. Reclama do discurso de ódio, mas está querendo provocar o ódio contra mim”, disse.

Samantha ainda afirmou que em momento nenhum tentou impor a sua opinião sobre as pessoas. “Realmente eu não quero apontar o dedo para ninguém. Estou apontando o dedo, sim, para o papel do artista”, disse a atriz.

“O papel do artista é refletir sobre o que está acontecendo na sociedade, contestar. Não é só para entreter. A gente precisa tanto do povo, das pessoas, do público, e agora é a hora de quem tem voz arregaçar as mangas e devolver um pouco. Isso é muito nítido para mim”, refletiu.

“Não faz sentido você ter que falar para uma pessoa que tem 30 milhões de seguidores: ‘Ajuda aí’. Para que ter tanta voz se você não quer falar? É só para vender produto mesmo? Não pode ser! Que alienação seletiva é essa? Esse tipo de comportamento se tornou inadmissível para mim”, alfinetou.

A artista finalizou o assunto dizendo que não tem medo de suas opiniões atrapalharem a sua vida profissional.

“Se afetar (e perder algum trabalho), vai ser um livramento. Não tenho esse medo, porque não vale a pena. Não quero agradar a todo mundo, não existe isso. Quem tudo quer, tudo perde”, afirmou.

“Se afetar (e perder algum trabalho), vai ser um livramento. Não tenho esse medo, porque não vale a pena. Não quero agradar a todo mundo, não existe isso. Quem tudo quer, tudo perde”, finalizou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Polêmicas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments