La Notícia

NetBet investe em novas parcerias no mercado Brasileiro

Empresa pioneira em apostas esportivas e cassino online, se reposiciona no mercado brasileiro e aguarda regulamentação do mercado de apostas, para intensificar seus investimentos no país.

A NetBet Brasil está investindo muito no mercado brasileiro, enquanto o Ministério da Economia discute a regulamentação das apostas esportivas, já existem vários sites internacionais que investem no País. A NetBet tem sido pioneira e patrocina clubes da elite do futebol nacional, como Vasco da Gama e Red Bull Bragantino. As parcerias, entretanto, não se restringem somente ao futebol, a empresa também patrocina clubes de basquete e até o lutador de MMA Júnior “Cigano” Dos Santos.

Há a pretensão de estender o patrocínio para outros esportes que são populares no Brasil, inclusive no mercado de Esports, onde os times brasileiros têm obtido considerável destaque no cenário internacional. Os planos futuros da empresa passam, também, por um forte investimento em seu sistema de apostas, tendo aproveitado esse momento para implementar novas tecnologias e aprimorar seu pessoal. A NetBet aguarda, contudo, a regulamentação do mercado de apostas no Brasil para aumentar seus investimentos nos esportes.

A legalização das apostas esportivas no Brasil sempre foi um tema muito discutido por políticos, tendo em vista que não temos uma legislação específica para esse tipo de modalidade. Seguindo o decreto nº 9215, os jogos de apostas são proibidos no Brasil desde 1946. As únicas exceções são os jogos controlados pelo próprio governo, que são oferecidos pelas loterias estaduais e federais.

Os sites de apostas, entretanto, não se enquadram nessa categoria, pois seus servidores são sediados em países onde os jogos são legalizados, portanto, essas empresas não precisam seguir as leis nacionais em questão, conforme citadas.

Hoje em dia, cerca de 400 sites de apostas atuam localizadamente em português, oferecendo um serviço de qualidade para os usuários, mas a falta da regulamentação generalizada do tema dificulta para que as empresas explorem o nosso mercado mais afundo, até o momento. O Governo Federal já se manifestou positivamente em relação a isso, tendo autorizado, ainda em 2018, para que o extinto Ministério da Fazenda criasse regras para a nacionalização dos serviços destas empresas, com a pretensão de gerar novos impostos para o governo.

Tendo em vista a necessidade mais recente do Governo Federal em levantar novas fontes de recursos, a expectativa é que uma legislação brasileira para o setor entre em vigor ainda esse ano ou no mais tardar em 2021. Calcula-se que, pela falta de regulamentação, o governo brasileiro deixe de arrecadar cerca de R$ 6 bilhões por ano em impostos.

É uma indústria que só está começando no país. Tem muito a crescer e a evoluir. As apostas estão se difundindo em território nacional, com a chegada da pandemia do novo coronavírus, e esse serviço têm sido uma fonte de lucro para alguns que estão sem sair de casa. A tendência é de que isso, possivelmente, se torne mais comum num futuro próximo: pessoas estudando jogadas sobre as partidas, investindo e se profissionalizando de novas maneiras neste segmento.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Esportes