La Notícia

Conheça a história do MMA e do UFC no Brasil

A história do MMA e do UFC estão intimamente ligadas ao Brasil. Talvez você não saiba, mas nosso país é o berço do que viria se tornar as Artes Marciais Mistas (Mixed Martial Arts, MMA, em inglês), e nossos conterrâneos foram responsáveis por propagar esta forma de luta pelo mundo. Se você é um adepto do universo bet, certamente irá se interessar em conhecer essa rica trajetória. 

MMA e UFC são a mesma coisa?

Esta é uma dúvida recorrente entre os admiradores da modalidade. Afinal, MMA é sinônimo de UFC e vice-versa? A resposta mais objetiva é não. Vamos explicar. 

O MMA, como já mencionamos, é a sigla em inglês para o que, em português, chamamos de artes marciais mistas. Em outras palavras, trata-se de uma modalidade como um todo, praticada ao redor do mundo. 

O UFC, por sua vez, é a sigla para Ultimate Fighting Championship, um evento de luta — o maior e mais importante da categoria. No entanto, o MMA não é exclusividade do UFC, visto que existem centenas de outros eventos do ramo espalhados em todos os continentes. 

Por isso, saiba que assim como é possível realizar uma aposta no UFC, também existem outras opções de eventos nos quais você pode palpitar em resultados e estatísticas.

No entanto, é incontestável que o torneio norte-americano é, de fato, o mais relevante entre todos, tendo, inclusive, comprado vários torneios extintos, a exemplo do Strikeforce. 

A história do MMA: do Brasil para o mundo

A história desta modalidade que combina técnicas de uma série de lutas diferentes é mais antiga do que a maioria das pessoas costumam imaginar. Isso porque, apesar de ser uma criação brasileira, ela foi renegada por muitas décadas, sofrendo até mesmo preconceito por ser considerada violenta demais. 

Desta forma, o MMA ganhou relevância nacional no Brasil há menos de duas décadas, mas podemos rastrear seu histórico décadas atrás, por volta dos anos 1930 – ou seja, há quase 100 anos!

O vale-tudo

Se você conversar com uma pessoa mais velha que goste da modalidade, existe uma grande chance de escutá-la se referindo ao estilo de luta como “vale-tudo”. Isso acontece pois este era o nome utilizado até a consolidação do UFC na década de 1990. 

O vale-tudo, como o nome sugere, possuía pouquíssimas regras entre os lutadores, e era comum que os embates durassem longos períodos e fossem carregados com uma intensidade ainda maior do que a que vemos hoje. 

A família Gracie

Tudo começou com a família Gracie e seu patriarca, Hélio Gracie. Franzino e com pouca aptidão para as modalidades mais praticadas no Brasil à época, como a capoeira e o boxe, Hélio começou a desenvolver uma luta que derivava do Jiu-Jitsu, uma tradicional e centenária forma de combate japonesa. Junto de seus familiares, o patriarca foi responsável por criar uma arte marcial tão refinada e autêntica, que passou a ser chamada de Jiu-Jitsu Brasileiro. 

No entanto, Hélio precisava propagar a nova luta. Para tanto, desafiava atletas das mais diversas modalidades para combates com seus especialistas em jiu-jitsu brasileiro, como forma de provar a eficiência do combate, não importando o tamanho ou a força do atleta. 

Não havia regras estabelecendo limites nos combates, o que os tornavam extremamente violentos e perigosos para os lutadores. No entanto, foi desta forma que, do jiu-jitsu brasileiro, surgiu o vale-tudo. A estratégia da família Gracie deu certo, e nas décadas seguintes a nova modalidade passou a ganhar cada vez mais adeptos pelo Brasil. 

O vale-tudo deixou de ser apenas um desafio entre atletas de diferentes modalidades e tornou-se uma atração própria, que, por meio de suas apresentações de força e coragem, levava milhares de brasileiros a assistirem e praticarem.

Do vale-tudo para o MMA, nasce o UFC

A família Gracie sempre teve uma veia empreendedora muito forte. Assim, mesmo com sua consolidação, ainda almejavam mais: eles já haviam conquistado o Brasil, agora, era o momento de conquistar o mundo. Foi desta forma que a nova geração de lutadores da família, com nomes como Rorion Gracie, Rickson Gracie e Royce Gracie, decidiu ampliar a história do MMA e exportá-lo para os Estados Unidos. 

Se hoje vemos Dana White como o nome por trás do sucesso do UFC, a verdade é que ele não foi seu criador. Ao contrário, ele foi estabelecido por membros da Família Gracie, como os que já citamos acima. A ideia era, basicamente, a mesma que seus pais tiveram, mas em uma escala maior: desafiar atletas de outras modalidades em um torneio, mas agora de alcance mundial e televisionado. 

Assim nascia, em 1993, o Ultimate Fighting Championship. Desde então, o evento passou por altos e baixos, bem como transformações radicais e mudanças de dono. Se hoje o MMA é a maior modalidade marcial do mundo, e o UFC o evento mais importante da categoria, seus adeptos não podem deixar de agradecer ao Brasil, berço desta forma de luta, aos seus praticantes, que por décadas refinaram a história do MMA e, claro, à família Gracie. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Esportes

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo santiago

Fala Pessoal Casa de Aposta com Bug ta Pagando Muito.

Só esse Mês ja Lucrei mais de R$ 8.500 Reais aproveitem galera

Eu ensino nesse Vídeo a Estratégia e o Horário Pode ir que o Tiro é Certeiro

Acesse o Site Aqui ⬇️➡️ https://www.comecebem.site/lucrando-com-bug-da-casa/